Observar
quarta-feira, 24 de março de 2010 | Opine aqui

"Benzinho, eu ando pirado
Rodando de bar em bar
Jogando conversa fora
Só pra te ver passando, gingando
Me encarando
Me enchendo de esperança
Me maltratando a visão..."

Olho você na cama, teus olhos, teu peito, tua boca, teu sexo.
Tu dormes.
Depois de mais esta noite juntos tu dormiu. O fato é que quem devia estar dormindo depois do sexo era eu, porque, benzinho, eu ando muito pirado, insone. Faz dias que em vez de dormir eu fico acordado, te olhando, te cheirando, porque o cheiro que sai dos teus cabelos é como o melhor cheiro do mundo para mim. Não me importa que existam outra fragrâncias além desta, o que importa é o teu cheiro que mesmo depois do sexo ainda parece de banho recém-tomado.
Não entendo tuas desculpas para não sair por aí comigo, faz tanto tempo que estamos juntos, faz tanto tempo que eu te amo, não entendo tu vergonha de mim, só entendo o meu querer, esse querer que te quer sem fim, querer que te ama revolto por não amares em troca.
Agora mesmo tu acordaste e já foi preparar o café, sempre acho sexy isso, sei porque, acho que é tua roupa (ou a falta dela) enquanto cozinhas. Tão sexy.
Te amo benzinho, te amo, mas sei que não amar de volta, por isso continuo te olhando nas noite de insônia, para memorizar um corpo que em breve eu não poderei mais ver.


Porralouca inconseqüente
terça-feira, 2 de março de 2010 | Opine aqui
"Como pode alguém ser tão demente, porra louca
inconsequente e ainda amar, ver o amor
como um abraço curto pra não sufocar
ver o amor como um abraço curto pra não sufocar"

Olho os dias passarem pela janela, rapidamente, olho nos olhos da garota. E com um olhar me apaixono e agora que a olho de cima a baixo eu me apaixono mais, ela é linda. Pena que minha mente pequena esteja travada, que eu seja um otário e não tenha coragem de ir lá falar com ela. Pena que nem quando bebo reúno a coragem suficiente. E não me animo, não me animo a dizer que acho ela linda, que acho ela simplesmente perfeita. E não tenho coragem de tirá-la para dançar ou tascar-lhe um beijo do nada. E com meus trejeitos e minha aparência ela também não me procuraria. Mas o meu coração sente a "dor" de repressão que o faço sofrer.
E o que diria, o que diria para ela que nem tem olhos para mim? Diria que estava olhando os dias passarem na janela quando ela passou? Diria que a amava?
Eu preciso de certeza para lho dizer. O medo que me toma cada vez que vou fazê-lo é tanto que não sei como posso ser tão idiota. Amar é fácil na teoria, difícil na prática, ainda mais se você é um demente, porralouca inconseqüente que ainda se atreve a amar.

Marcadores:



Seja o que for
"Onde queres o ato, eu sou o espírito e onde queres ternura, eu sou tesão. Onde queres o livre, decassílabo e onde buscas o anjo, sou mulher. Onde queres prazer, sou o que dói e onde queres tortura, mansidão. Onde queres um lar, revolução e onde queres bandido, sou herói" Caetano

O blog
Para Jéssica,
porque "o que obviamente não presta
sempre me interessou".

Arquivo
Outubro 2008; Novembro 2008; Dezembro 2008; Janeiro 2009; Fevereiro 2009; Março 2009; Abril 2009; Maio 2009; Junho 2009; Julho 2009; Agosto 2009; Setembro 2009; Outubro 2009; Novembro 2009; Dezembro 2009; Janeiro 2010; Fevereiro 2010; Março 2010; Abril 2010; Maio 2010; Junho 2010; Julho 2010; Agosto 2010; Setembro 2010; Outubro 2010; Dezembro 2010; Março 2011; Abril 2011; Maio 2011; Junho 2011; Julho 2011; Agosto 2011; Outubro 2011; Novembro 2011; Março 2012; Maio 2012; Agosto 2012; Outubro 2012; Dezembro 2012; Abril 2013; Maio 2013;

Soneto de Fidelidade

"De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure."