Parabéns, seu chico
sexta-feira, 19 de junho de 2009 | Opine aqui
Meus parabéns seu Chico, pelos seus 65 anos, meus parabéns seu Chico por todas suas composições, meus parabéns seu Chico por ser um gênio, meus parabéns seu Chico por ter conseguido ser alguém nas história da música brasileira, por salvá-la.
Parabéns seu Chico, por conseguir um lugar na minha galeria de vozes admiradas, de composições admiradas, parabéns seu Chico pela Marieta, parabéns pelos filhos, pelos netos.Parabéns seu Chico pelo Politheama.
Parabéns seu Chico pela Renata Maria, pela morena dos olhos d'água, pela Carolina, pela Cristina, pela Madalena, pela Joana Francesa, ela faz cinema. Parabéns seu Chico pela praia, por ser carioca, pelo Rio de Janeiro, manda um alô pro Francis e pro Caê.
Meus parabéns seu chico.

Marcadores: , ,



Amor barato
domingo, 7 de junho de 2009 | Opine aqui
Os sons distantes do passado me fogem como se fosse o ar quando tentamos o pegar. Me fogem como os seus olhos.
Nós nos parecíamos tanto. Tão iguais, mas diferentes, diferentes daquele modo indiferente. Nada interferia entre nós, naquela passado que agora me parece tão distante, me parece tão ultrapassado. Sinto agora os dias que não vivemos. As facas que atiramos um contra o outro, para ferir nossos corações.
Sinto agora você aqui do meu lado e sei que quando raiar o dia você vai embora. E que esse você aqui do meu lado não passa de uma lembrança. E peço aos deuses pra você voltar. Mas não adianta, não adianta.
E eu queria ser um tipo de compositor, capaz de cantar nosso amor barato. Mas só consigo escrever essas besteiras que sei que você nunca vai ler, porque você nunca vai voltar.
E esse meu amor barato por você há de acabar e quando ele acabar eu vou ser feliz. E pasarei por você na rua e virarei a face. E quando esse amor acabar eu vou poder ser feliz, porque seus olhos não vão mais mes causar nostalgias. Seu lábios não vão mais estar perto dos meus em todos os sonhos e lembranças. Quando esse amor barato acbar ele não vai valer mais nada.


Seja o que for
"Onde queres o ato, eu sou o espírito e onde queres ternura, eu sou tesão. Onde queres o livre, decassílabo e onde buscas o anjo, sou mulher. Onde queres prazer, sou o que dói e onde queres tortura, mansidão. Onde queres um lar, revolução e onde queres bandido, sou herói" Caetano

O blog
Para Jéssica,
porque "o que obviamente não presta
sempre me interessou".

Arquivo
Outubro 2008; Novembro 2008; Dezembro 2008; Janeiro 2009; Fevereiro 2009; Março 2009; Abril 2009; Maio 2009; Junho 2009; Julho 2009; Agosto 2009; Setembro 2009; Outubro 2009; Novembro 2009; Dezembro 2009; Janeiro 2010; Fevereiro 2010; Março 2010; Abril 2010; Maio 2010; Junho 2010; Julho 2010; Agosto 2010; Setembro 2010; Outubro 2010; Dezembro 2010; Março 2011; Abril 2011; Maio 2011; Junho 2011; Julho 2011; Agosto 2011; Outubro 2011; Novembro 2011; Março 2012; Maio 2012; Agosto 2012; Outubro 2012; Dezembro 2012; Abril 2013; Maio 2013;

Soneto de Fidelidade

"De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure."